|

A ajuda da medicina holística – trecho de “O Caminho da transformação para a cura” de Dr. Jou Eel Jia

| TERAPIAS

Nossa sociedade vive ancorada na ideia do “penso, logo existo”, na racionalidade. Eu controlo tudo porque tenho a capacidade de pensar, tenho um intelecto. Vivenciamos também uma economia baseada no lucro. Se eu lucro, se tenho poder, então eu controlo. À medida que o lucro vai se expandindo, vai aumentando a racionalidade e a divisão do homem em muitas especialidades.

Na saúde também ocorre o mesmo. O médico que tem talento para cuidar dos olhos especializa-se e vai ser oftalmologista, outros se tornam cardiologistas, etc. O que falta hoje são médicos generalistas, mas ninguém pensa mais em ser generalista, pois o médico não é ninguém se não tiver uma especialidade. Os próprios conselhos de medicina já perceberam essa falha, e muitas escolas de medicina já estão mudando a forma de pensar e ensinar com base nesse novo olhar.

A medicina holística pode até respeitar e utilizar o serviço das especialidades, mas vê o ser humano como um todo, um corpo íntegro, habitado pela mente, pela energia vital. A medicina holística considera que todas as células, tecidos, órgãos, sistemas, funções e emoções do corpo humano estão ligados por uma teia de vida e que eles influenciam-se mutualmente.

Comments are closed.

Footer